Atos e gestos

Numa noite chuvosa, estava uma senhora negra, americana, ao lado de uma estrada,
no estado do Alabama, enfrentando um tremendo temporal.  
O carro dela tinha enguiçado e ela precisava, desesperadamente, de uma boleia.


Completamente molhada, ela começou a acenar para os carros que passavam.  Um jovem branco, parecendo que não tinha conhecimento dos acontecimentos e conflitos dos anos 60, parou para ajudá-la.  O rapaz a colocou em um lugar protegido, procurou ajuda mecânica e chamou um táxi para ela.
Ela parecia estar realmente com muita pressa, mas conseguiu anotar o endereço dele e agradecê-lo.
Sete dias se passaram quando bateram à porta da casa do rapaz. Para a surpresa dele, uma enorme TV colorida, com o console e tudo, estava sendo entregue em sua casa com um bilhete junto que dizia:
“Muito obrigada por me ajudar na estrada naquela noite. A chuva não só tinha encharcado minhas roupas como também meu espírito. Aí, você apareceu. Por sua causa eu consegui chegar ao leito de
morte do meu marido antes que ele falecesse. Sinceramente,
Mrs. Nat King Cole”

Pequenos actos ou gestos podem ser a diferença que falta para termos um mundo melhor.
Seja você esta diferença!

Nat King Cole, de longe, foi o maior artista negro em gravações do pós-guerra. Cantor e pianista de jazz norte-americano, foi considerado um músico excepcional e sua voz encantou multidões mundo a fora.
Nat King Cole deixou canções inesquecíveis, que embalaram e embalam muita gente. Suas músicas estão eterninazadas, como: Unforgettable, Somebody loves me, Love is the thing.