De atriz para prisioneira: Atriz da Globo parou o Brasil ao matar o próprio marido; como ela vive hoje

De atriz para prisioneira: Atriz da Globo parou o Brasil ao matar o próprio marido; como ela vive hoje

Março 1, 2021 Não Por love amem

Dorinha Durval teve uma longa carreira como atriz em nosso país. Ela chegou a conquistar o público devido ao seu carisma e o seu talento. Com personagens marcantes, sua trajetória estava decolando. Porém, um acontecimento marcou o seu nome para sempre e interrompeu o seu sucesso bruscamente. Poucos foram capazes de acreditar em suas atitudes.

Dorinha iniciou sua carreira no teatro. Logo depois, passou para a televisão. Ela integrou o elenco das mais diversas emissoras, incluindo aquelas que se encontram extintas, como a TV Tupi. Na Globo, fez parte de sua história, já que participou tanto da última novela exibida em preto e branco como a primeira a ser mostrada com cores.

Aos 51 anos, sua carreira foi duramente abalada. Muitos se chocaram ao descobrir que a atriz matou o próprio marido. Ela ainda levou uma pena de seis anos de prisão.

Paulo Sérgio Alcântara foi marido da atriz por cerca de dezesseis anos. Ele era 16 anos mais novo que a famosa. Frequentemente, ele fazia ameaças e agredia verbalmente Dorinha, dizendo que a iria deixar para se unir com uma mulher mais nova. Além disso, fazia comentários sobre o corpo dela, a chamando de flácida e outras ofensas.

Certo dia, durante uma discussão, Dorinha acabou se descontrolando e atirou três vezes contra o seu marido.

Dorinha cumpriu sua pena na prisão e após isso, nunca mais retornou para a televisão. Ao invés disso, ela se dedica as artes plásticas. Atualmente, ela está com 91 anos.

 

Via: aventurasnahistoria.uol.com.br