Estudo aponta fim de pandemia no Brasil para Junho

Estudo aponta fim de pandemia no Brasil para Junho

Maio 17, 2020 Não Por love amem

De acordo com o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, o período mais preocupante da crise da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, será entre maio e junho. “Maio e junho serão, realmente, os nossos meses mais duros. A gente tem diferentes realidades. O Brasil a gente não pode comparar com um país pequeno, como é a Espanha, como é a Itália, a Grécia, Macedônia e até a Inglaterra.

Nós somos o próprio continente. Serão dias duros”, disse em entrevista ao Fantástico no último domingo 12.

O infectologista Julio Croda, pesquisador da Fiocruz e professor da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, vai além e acredita que não haverá pico. “Os estados estão mantendo uma taxa de isolamento social acima de 50%.

Se pegarmos apenas os casos de srag (sigla para síndrome aguda respiratória grave), vê-se claramente a diminuição dos casos e achatamento da curva.

O aumento vinha em uma curva exponencial e agora está mais próxima de uma linha horizontal. Dessa forma, há uma diluição dos casos da doença ao longo do tempo e não há um pico tão claro.”, afirma o especialista.

A única forma de acabar com a epidemia de forma rápida é por meio de uma vacina ou de algum medicamento que seja capaz de prevenir a infecção pelo vírus.“Os melhores modelos estimam que 60% a mais de 90% da população vai adquirir o vírus, a depender da adoção das medidas sanitárias corretas.

“Essa é uma epidemia dinâmica, que depende do que a sociedade faz. As nossas projeções são concretizadas ou não a depender do que a população faz em relação a adoção de medidas preventivas.”, finaliza Croda.

 

Com informações https://veja.abril.com.br/saude/por-que-o-pico-do-coronavirus-no-brasil-mudou-para-maio-e-junho/