Karina Bacchi revela decisão judicial

Karina Bacchi revela decisão judicial

Agosto 8, 2022 Não Por love amem

Além de escrever um comentário na publicação de seu ex-marido, Karina Bachi também reagiu por meio dos stories em seu perfil no Instagram. Na manhã desta segunda-feira (8), o empresário Amaury Nunes postou um vídeo pelo aniversário do filho Enrico, dando a entender de que é impedido de vê-lo.

Após a repercussão, Karina, sem citar o nome do ex-marido, disse que “tudo tem um porquê de ser” e que não se deve acreditar em tudo que é dito nas redes sociais.

– Deus sonda meu coração e sabe que jamais eu seria egoísta e ingrata de privar meu filho de tudo aquilo que ele merece viver e que seria bom para ele, mesmo que isso me doesse no coração como mulher. Quero que vocês saibam que tudo tem um porquê de ser e nem tudo que vocês ouvem nas redes sociais são palavras pregadas com zelo, são palavras de quem respeita o Senhor. Muita gente fala da boca para fora para receber os aplausos daqueles que o seguem na internet. Não se enganem, nem tudo parece o que é – disse ao iniciar a sequência de vídeos.

Em seguida, a atriz mencionou que já houve uma briga judicial, na qual ela saiu vencedora, mas que os detalhes não serão revelados.

– Coisas ruins foram reveladas. Coisas que não só me magoaram, mas que têm a ver com a vida do meu filho. Coisas em que a justiça divina ainda arcará, mas que a justiça do homem já decidiu. Processos judiciais ocorreram, isso já está decidido e têm um porquê de ser. Não estou aqui para abrir a público tudo que aconteceu, nem quero – declarou.

Karina também falou sobre sua fé, que lhe é atribuída por algumas pessoas como “fanatismo religioso”.

– Fiquem tranquilos que jamais a minha consciência do caráter de Deus, seja chamada de fanatismo pelas pessoas, seja não entendida pelos outros, isso jamais faria com que eu não tivesse a responsabilidade materna na vida do meu filho. Jamais deixei de zelar pela segurança dele [Enrico], pela educação dele. Então tudo tem um porquê de ser. Para bom entendedor, meia palavra basta. Outras palavras já foram ditas à Justiça, outras palavras Deus já ouviu, até quando eu não as proferi. Fiquem tranquilos. Não estou me importando com julgamentos alheios, mas estou aqui para defender a vida do meu filho, e assim defenderei – finalizou.

via pleno.news

Advertisements