Cantor morre por 3 minutos e descreve sensação: ‘Muito quieto e tranquilo’

Cantor morre por 3 minutos e descreve sensação: ‘Muito quieto e tranquilo’

Julho 22, 2022 Não Por love amem

O cantor norte-americano Ivan Moody, de 42 anos, detalhou o que teria sido a sua experiência de quase morte enquanto tentava vencer o alcoolismo. Vocalista da banda de heavy metal ‘Five Finger Death Punch’, ele diz que voltou à vida por causa do chamado de sua filha, que chorava em seu peito.

As informações foram publicadas pela revista People, que repercutiu entrevista dele ao site Metal Hammer nesta quinta-feira (21).

Ivan detalhou o momento em que afirmou ter morrido durante três minutos e meio. Sofrendo de alcoolismo, a situação aconteceu depois que ele cortou o álcool de uma vez sem consultar nenhum médico.

“Eu morri!”, garante. “Eu me mantive bêbado por dois anos seguidos”, lembra o cantor. Ele, então, detalha sua pausa drástica da bebida: “Fiquei quatro dias sem beber depois de um ano todo! O que é ridículo”, admite.

Por isso, Ivan Moody apagou: “Então, por quatro dias eu me tranquei dentro de casa, e no quarto dia minha filha veio e fui entregar-lhe um copo de água, e é tudo o que me lembro.”

“Se você parar de beber sem os medicamentos certos, você vai morrer”, alerta o vocalista. “Foi o que aconteceu. Fiquei morto por cerca de três minutos e meio e me tornei parte de algo enquanto estava lá.”

O músico começa a descrever a sensação, que, segundo ele, foi de morte real durante o período.

Digo ‘lá’ porque eu não estava neste mundo. E pela primeira vez na minha existência, senti paz”. Ivan diz que estava “em uma névoa azul…”. Ele continua: “Estava muito quieto e tranquilo, e eu me lembro de não me preocupar com nada. Eu não tinha uma visão unidirecional. Era ampla e eu podia ver e sentir tudo. Não havia nada envolvido, eu era pura energia, e vi essa luz incrivelmente azul. Era a vida após a morte e eu estava no limite.”

Ivan Moody garante que foi sua filha e o desfibrilador que o trouxeram de volta: “A próxima coisa que eu lembro foi que eu estava deitado lá com desfibrilador no meu peito, e minha filha estava chorando na minha cara. Foi minha filha quem disse: ‘Por favor, agora não.’ A voz dela me puxou de volta, e esse foi o alerta para mim.”

A experiência insana foi relatada no videoclipe de ‘The Tragic Truth’, lançado em janeiro pela banda de heavy metal ‘Five Finger Death Punch’.

Assista abaixo:


Noticia publicada inicialmente em revistamonet

Advertisements