Cantora antivacinas morre depois de contrair covid-19 de forma propositada para obter um certificado de recuperação.

Cantora antivacinas morre depois de contrair covid-19 de forma propositada para obter um certificado de recuperação.

Janeiro 19, 2022 Não Por love amem

A cantora tcheca Hana Horke, de 57 anos, morreu no último domingo (16/1) após complicações causadas pela covid-19. Hana é vocalista do grupo Asonance, e tornou-se uma voz do negocismo na República Tcheca.

A artista tcheca se negava a tomar a vacina e chegou a fazer postagens comemorando por ter sido infectada.

A cantora tcheca Hana Horke, de 57 anos, morreu no último domingo (16/1) após complicações causadas pela covid-19. Hana é vocalista do grupo Asonance, e tornou-se uma voz do negocismo na República Tcheca.

Contrária a vacinação contra covid-19, ela decidiu se expor propositalmente ao vírus SARS-CoV-2 para conseguir o passaporte da vacinação, necessário na República Tcheca para adentrar locais públicos, como bares e cinemas.

Ao receber o diagnóstico, Hana fez uma publicação no Facebook comemorando pela doença. “Vou divulgar sim! Estou muito feliz. Desta forma poderei ter uma vida livre, como os outros, ir ao teatro, sauna, show. Quero um pouco de mar, urgentemente. A vida está aqui para mim e para ti também”, escreveu na rede social no dia 14 de janeiro, quando achava ter vencido a doença.

No dia seguinte, ela saiu para caminhar, sentiu muitas dores nas costas e morreu por sufocamento, deitada na própria cama.

O filho da cantora, Jan Rek, deu uma entrevista à rádio iRozhlas, da República Tcheca, e confirmou a história e disse que a mãe era antivacina. Ele e o pai estavam imunizados, contraíram a doença na mesma época da mãe, mas não apresentaram sintomas graves. “Ela preferiu viver normalmente e pegar a doença para não ter que se vacinar. É triste que ela preferiu acreditar em estranhos invés da própria família”, disse.

“Minha mãe não foi apenas alvo de desinformação. Ela acreditava em opiniões sobre a imunidade natural e anticorpos que criaria quando pegasse a doença”, contou o filho.

Assim como grande parte da Europa, a República Tcheca viu os casos de covid-19 explodirem no começo do ano, a partir da disseminação da variante ômicron. Até o momento, 2,6 milhões de pessoas já pegaram a doença e 36,9 mil acabaram mortas. A população total da República Tcheca é de 10,7 milhões de habitantes.

Via correiobraziliense

Advertisements