Cistite de lua de mel: sintomas, tratamento e diagnóstico da doença que atingiu a cantora Anitta

Cistite de lua de mel: sintomas, tratamento e diagnóstico da doença que atingiu a cantora Anitta

Novembro 24, 2021 Não Por love amem

Recentemente, Anitta declarou que sofre de cistite de lua de mel, o que dificulta seu caminhar no dia seguinte após a relação sexual. A revelação da cantora repercutiu, mas o que nem todas sabem é que essa é condição comum entre as mulheres.

“Um problema péssimo que eu tenho é cistite de lua de mel. Eu não posso transar com alguém muito avantajado que eu não consigo caminhar no dia seguinte. É horrível! E não tem nada a ver com bactéria não gente, é porque já socou muito lá e aí inflamou, entendeu?”, explicou a artista em entrevista ao canal de Sabrina Sato, no Youtube.

Mas afinal, o que é cistite de lua de mel?

A cistite de lua de mel trata-se da cistite pós-coito. Ao “G1”, especialistas destacaram que essa é uma inflamação que acomete a uretra e a bexiga, após uma relação sexual.

O sexo pode contribuir para essa condição, mas esse fator não está relacionado ao tamanho do pênis. Segundo o “HealthyWomen”, diferentemente do que o nome sugere, essa é uma condição médica que não afeta apenas as mulheres em lua de mel. Ocorre devido à entrada de bactérias do canal vaginal ou intestinal na uretra durante a relação sexual vaginal, que desencadeia em infecções do trato urinário (ITUs).

O impulso do pênis pode irritar a parede posterior da bexiga, favorecendo a multiplicação das bactérias — que são naturais de outras regiões do corpo, como perianal — e causar infecção. “O que pode ocorrer é uma laceração no fundo da vagina, mas isso não ocorre por causa do tamanho do pênis, e sim por causa da intensidade (o atrito) da relação”, explica a ginecologista Mariana Viza ao “G1”.

Segundo o “Flo Health”, visto que a uretra feminina é mais curta do que a masculina, e está localizada próxima à vagina e ao ânus, as infecções do trato urinário estão entre as infecções bacterianas mais comuns em mulheres, responsáveis ​​por cerca de 25% de todas as infecções. Cerca de 50 a 60% das mulheres terão pelo menos uma ITU na vida.

A ginecologista Mariana Viza ainda destaca que o sexo pode não ser o único causador de cistite. Algumas mulheres têm a bactéria E.coli na flora vaginal, que pode se multiplicar também pelo estresse, ansiedade, imunodeficiência, entre outros fatores.

Sintomas e tratamentos

O “Flo Health” lista os sintomas da cistite de lua mel, que podem se manifestar em conjunto ou separadamente; veja:

  • Desejo persistente de urinar;
  • Sensação de ardência e/ou queimação ao urinar;
  • Presença de sangue na urina;
  • Urina com cheiro forte;
  • Desconforto pélvico;
  • Febre;
  • Sensação de desconforto ou pressão na região abdominal inferior.

Consultar um médico é fundamental em caso de cistite. O tratamento consiste em antibióticos sob prescrição medica, e a duração depende do estado geral de saúde da paciente e do tipo de bactéria que ocasionou a infecção.

Como prevenir

Para prevenir, algumas medidas podem ser tomadas:

  • Fazer xixi antes e depois do sexo;

Noticia publicada inicialmente em Istoe