Urgente: Brasil tem primeira suspeita concreta do novo coronavírus

Urgente: Brasil tem primeira suspeita concreta do novo coronavírus

Fevereiro 26, 2020 Não Por love amem

Um idoso de 61 anos, que mora na capital de São Paulo, realizou um exame no Hospital Albert Einstein e o primeiro resultado deu positivo. Agora, a confirmação deverá ocorrer com o resultado de um segundo exame, que será realizado no Instituto Adolf Lutz. O homem viajou para a Itália no período entre 9 a 21 de fevereiro. O país é um dos que apresentam casos confirmados da doença.

A investigação está sendo realizada pelo Ministério Da Saúde em parceria com as secretarias estaduais de São Paulo. O caso ainda precisa passar por uma contraprova para se ter total garantia da infecção.

O registro da suspeita foi feito nesta terça-feira (25), pelo Hospital Albert Eintein, localizado na Zona Sul da metrópole. O paciente já está em isolamento domiciliar e apresenta alguns sinais brandos da doença, como tosse.

A nota oficial emitida pelo hospital contou que o suspeito se encontra em bom estado clínico e não apresenta necessidade de internação, ele permanecerá em isolamento respiratório pelos próximos 14 dias. As pessoas e toda a equipe médica que tiveram contato próximo com ele, serão todos monitorados ativamente.

Nesta quarta-feira (26), o resultado provavelmente será anunciado. O Ministério da Saúde se encarregará de dar um pronunciamento. O governo confirmou que vai mapear todos que tiveram contato com o idoso.

De acordo com o Ministério da Saúde, durante o atendimento foram tomadas medidas para evitar a transmissão do vírus por gotículas. Logo em seguida, eles coletaram as amostras e realizaram os testes para algumas doenças respiratórias comuns e o exame especifico para coronavírus, seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde.

Após os resultados preliminares saírem, o hospital enviou as amostrar para uma instituição de prestígio nacional, o Instituto Adolft Lutz para realização da contraprova.

O processo de validação dos resultados já está em curso e logo será divulgado o laudo oficial. Entretanto, o Ministério da Saúde, recomenda cautela com quaisquer informações que não sejam as oficiais, visto que a investigação não chegou ao seu fim.

Via: g1.globo.com