Esquecer as chaves pode ser sinal de Alzheimer

Esquecer as chaves pode ser sinal de Alzheimer

Setembro 9, 2019 Não Por love amem

Infelizmente, muitas pessoas são pegas de surpresa por essa doença que acaba limitando tanto a vida. Começa com uma chave esquecida, compromissos deixados de lado e evolui para quadros mais severos. O Alzheimer é silencioso e incurável, mas deixa alguns sinais no caminho. Conheça essa demência tão temida e seus sinais.

 

De acordo com o Ministério da Saúde, o Alzheimer “é uma doença neurodegenerativa progressiva que se manifesta apresentando deterioração cognitiva e da memória de curto prazo e uma variedade de sintomas neuropsiquiátricos e de alterações comportamentais que se agravam ao longo do tempo”.

 

Ela acontece por causa de uma proteína mal processada no cérebro, que se torna tóxica e prejudica os neurônios. Além disso, também suas ligações são afetadas, fazendo com que a cognição fique ainda mais complicada. Veja quais são os principais sinais de que essa doença está se desenvolvendo.

 

Quando esquecer as chaves não é sinal de Alzheimer

Há uma associação histórica entre esquecer as chaves ou o que estava indo fazer e a doença. Apesar de ser um dos sintomas iniciais, não é necessariamente um indicativo. A primeira coisa a ter em mente é que o cérebro é complexo e interdependente. Então fatores como alimentação ou estresse podem influenciar na memória e cognitivismo.

 

Mas, às vezes, esses lapsos de memória podem sim ser um indicativo da doença, não podendo ser ignorados. Fica então um alerta para a necessidade de atenção ao que se passa no seu dia a dia, buscando sempre ajuda, quando necessário. Não é normal esquecer sempre as chaves ou compromissos, mas nem sempre é Alzheimer ou outra demência.

 

Não vai ser somente um sinal que vai mostrar que a doença se instalou e sim um conjunto de indicativos. Claro, que isso só pode ser analisado e decidido por um profissional, com exames específicos e acompanhamento adequado. Isso não quer dizer que se deva ignorar completamente os sintomas, tão importantes para diagnosticar precocemente o Alzheimer.

Veja o que o Dr. Dráuzio Varella tem a dizer sobre o assunto:

 

Sintomas de Alzheimer

Os sintomas irão depender do estágio em que se encontra a doença. São quatro fases pelas quais passam os pacientes, com sintomas próprios:

  • Inicial: pequenos lapsos de memória (como esquecer a chave ou que estava indo fazer), mudanças na personalidade (com mudanças de humor), alterações na visão e na inteligência espacial (podendo se perder mais facilmente);
  • Moderada: fala comprometida, dificuldades para realizar tarefas antes consideradas simples, coordenação motora falha, agitação e dificuldade para dormir;
  • Grave: não quer realizar as atividades do dia, precisa usar fraldas, não consegue comer sozinho e queda da capacidade motora;
  • Terminal: não fala mais, adoece facilmente, não consegue engolir os alimentos ou água e precisa ficar na cama.

É uma evolução lenta, mas certa e a família deve estar preparada para lidar com a situação.

 

Fonte Dicasonline