Pastor morreu após ser diagnosticado com terrível vírus e caso choca o mundo

Pastor morreu após ser diagnosticado com terrível vírus e caso choca o mundo

Julho 18, 2019 Não Por love amem

Pela primeira vez, um homem foi diagnosticado com ebola, em Goma, cidade ao leste da República Democrática do Congo e quando estava sendo transferido para Butembo, o paciente morreu.

O pastor diagnosticado com o terrível vírus morreu nesta última terça-feira (16), antes mesmo de ser levado para o centro de tratamento em Butembo, no Congo. Este é o primeiro caso confirmado na região, o que vem preocupando a Organização Mundial de Saúde.

Carly NNzanz, governador da Província de Kivu do Norte, confirmou a morte do paciente durante o trajeto. O pastor evangélico chegou a Goma neste último domingo e acabou perdendo a vida, sendo o primeiro caso na cidade da RDC. A missão do pastor foi interrompida de forma inesperada, mas antes de seu falecimento, chegou a pregar em várias igrejas.

Quando o pastor começou a sentir os primeiro sintomas, foi tratado em casa por uma enfermeira, mas acabou tendo que ser levado par Goma, de acordo com o Ministério de Saúde congolês. Assim que foi ao centro de saúde, a equipe médica decidiu levá-lo imediatamente para o Centro de Tratamento do Ebola, que fica na cidade.

O pastor foi submetido ao teste e assim que ficou confirmado que ele estava com o vírus, foi preparado o transporte para levá-lo até Butembo, onde receberia o tratamento adequado, mas ele faleceu antes de chegar lá.

A cidade de Goma tem mais de 1 milhão de habitantes e esse primeiro caso de ebola deixou as autoridades em estado de alerta, pois existe o risco do surto se estender para outras metrópoles e até alguns países.

fonte

Desesperado, padre tira a própria vida e deixa carta: ‘Perto de Deus, terei paz’

Um padre da Costa do Marfim tirou a própria vida depois de ter sido apontado como suspeito de abuso a uma menina menor de idade. Ele se chamava Richard Bilé e era da paróquia São Francisco de Assis, na aldeia de Affiénou, no sudoeste do país.

Seu corpo foi encontrado no dia 24 de abril 2019 por pastor da mesma igreja. Ele deixou uma carta para sua família e para a da garota abusada. A polícia está investigando o caso, mas tudo indica que foi mesmo um suicídio.

Ele tirou a própria vida depois de uma semana do recebimento da queixa de abuso, feito pela jovem. Ele é estudante do sexto ano do ensino fundamental. O porta-voz diocesano informou que Richard havia sido suspenso de celebrar a missa até que as acusações feitas a ele fossem investigadas.

Na suposta carta que o padre deixou há um pedido de perdão à sua família e amigos, bem como à família da vítima e à comunidade.

“Eu tentei servir a Deus através dos meus irmãos e irmãs. Eu amei meu mestre divino, ele sabe disso. É por isso que ele me perdoará e me dará as boas vindas”, diz a carta.

A carta também mostra que o padre tinha desejo de ser enterrado em frente à Igreja Católica de Saint Andrew, onde ele viveu enquanto era criança. Ele manifestou desejo de ser enterrado ao lado do túmulo do Padre Alexandre, próximo à sua mãe.


“Perto de Deus, terei paz
”, dizia a carta. Mesmo pedindo perdão, inclusive à família da vítima, ele não confessa ter cometido o crime. Porém, alguns acreditam que o ato dele ter tirado a própria vida e pedido desculpas já é uma confissão.

O 1News tem a política de não divulgar informações sobre casos de suicídio. A OMS (Organização Mundial de Saúde) pede que o assunto não seja tão divulgado para não estimular a prática, mas é importante tratar as causas que podem levar uma pessoa a cometer algo contra si mesmas.

O CVV (Centro de Valorização da Vida) faz um trabalho de prevenção ao suicídio através do número 188 e através do site www.cvv.org.br.

Fonte news.com.br