Mulher é morta e enterrada em casa após ir atrás de ladrão de celular em SP

Investigação apontou que o suspeito havia furtado celular da vítima, que foi cobrá-lo para devolver o aparelho. Mulher ficou desaparecida por um mês, até ser encontrada morta.

‘Cova’ foi aberta dentro da casa de suspeito em São Vicente, SP — Foto: Divulgação/Polícia Civi

Um homem é procurado por suspeita de matar e enterrar uma mulher dentro da própria casa em São Vicente, no litoral de São Paulo, informou a Polícia Civil nesta quinta-feira (14). A vítima permaneceu desaparecida por um mês, até que investigadores localizaram o corpo dela.

Familiares e o companheiro de Andressa Elizabete Jesus da Cruz, de 28 anos, fizeram um boletim de ocorrência de desaparecimento em novembro de 2018 depois de ela sair de casa e desaparecer. Buscas foram feitas na cidade, mas não houve sucesso.

Testemunhas ouvidas pela polícia indicaram que Andressa poderia ter saído para cobrar de um homem o celular furtado dela. O suspeito foi identificado como Leandro Pereira da Silva, de 34 anos, então morador da rua Monsenhor João Batista de Carvalho.

orpo foi encontrado por policiais após investigação em São Vicente, SP — Foto: Divulgação/Polícia Civil

As investigações levaram os policiais até residência do suspeito, mas não conseguiram localizá-lo. Nas buscas autorizadas pela Justiça, os investigadores voltaram à casa em uma comunidade no município e a encontraram em situação aparente de abandono.

Ao notar terra revirada em um dos cômodos, um policial fez uma breve escavação e encontrou o corpo de uma mulher em estado avançado de decomposição. Uma tatuagem no pescoço ajudou um familiar a reconhecer que tratava-se de Andressa.

A localização do corpo fez com que o juiz Alexandre Torres de Aguiar, da 1ª Vara Criminal de São Vicente, ordenasse a prisão de Leandro, cujo paradeiro ainda é incerto. A suspeita é que ele tenha fugido ao Paraná, estado de nascimento.

A polícia pede que qualquer informação sobre o paradeiro do suspeito seja informado, mesmo de que forma anônima. O telefone do Disque-Denúncia é 181.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.