Ela pensava que tinha psoríase mas afinal era cancro de pele

Uma mulher de 47 anos foi diagnosticada com psoríase, uma doença de pele caracterizada por manchas na pele que deixam os doentes com alguma comichão e desconforto.

Facebook

As lesões que Margaret Murphy tinha apresentavam-se no rosto e só quando essas manchas aumentaram é que a mulher de Dublin, Irlanda, se começou a preocupar mais. Um diagnóstico mais aprofundado, anos mais tarde, revelou que esta tinha cancro da pele.  Margaret confessou ao Dublin Live que sempre foi uma amante do sol e que aquelas eram as consequências desse mesmo ‘amor’.

Facebook

“Sete anos antes de eu ter sido diagnosticada, um dermatologista disse-me que era psoríase. Depois as lesões começaram a empolar, podia sentir o formigueiro o tempo todo”, revelou. Foi então que a irlandesa decidiu ir ao médico, que a encaminhou para o hospital local. No entanto, a lista de espera era de 18 meses a dois anos. Margaret decidiu esperar e em 2016 voltou ao médico.

Facebook

Nessa altura foi encaminhada com urgência para uma consulta no hospital e foi diagnosticada com células pré-cancerígenas com necessidade de quimioterapia.  Margaret, também conhecida por Mags, não ficou surpreendida por ter a doença pois desde muito nova apanhava sol sem qualquer proteção, mas decidiu alertar outros para que não o fizessem.  Foi através da página “Mag’s Murphys Journey”, no Facebook, que a irlandesa decidiu contar o seu percurso e alertar outros aventureiros do sol.

Veja também:

Ele estava filmando o céu .Mas de repente algo apareceu que chocou a todos!

Na escola, ele foi cruelmente provocado e teve medo de sair de casa. E então ele decidiu mudar. Agora ele é modelo e o sonho de qualquer garota!

Veja o Video :O cachorro estava morrendo em um casulo de resina, ele já havia perdido a esperança de salvação e aqui …