Ex-escrava sexual mostra horrores que viveu

Uma jovem de 20 anos natural da Bulgária mostrou os horrores pelos quais passou ao ser escrava sexual. Além das marcas psicológicas, a jovem, cujo nome não foi revelado, ficou coberta de cicatrizes e nódoas negras, sofrendo ainda com um lábio inchado e violentos cortes nas mãos, no abdómen e na cabeça.

Imagem:Facebook

Foi obrigada a caminhar nas ruas de Haia, na Holanda, a oferecer-se aos homens. De acordo com o jornal Metro, a jovem teve ainda de sofrer diversos espancamentos às mãos dos homens que a mantinham cativa.

Imagem:Facebook

A mulher foi levada para o país por um homem que lhe disse estar apaixonado e lhe prometeu uma vida melhor. “Quando chegou percebeu que teria de andar nas ruas com outra jovem búlgara e duas nigerianas”, conta Norbert Ceipek que abriu uma organização sem fins lucrativos para ajudar as vítimas deste crime.

Imagem:Facebook

Depois de ter conseguido escapar, esta rapariga foi ajudada pela entidade. Agora, está a tentar juntar dinheiro para os tratamentos que ainda necessita.

Se você puder nos ajudar com uma pequena doação, isso nos ajudará muito.
A conta de doação:
Conta: Nevena Milcheva (Ceipek) = (Procuradoria)
IBAN: BG96UNCR70004521141182
BIC: UNCRBGSF.
Claro, vou manter todos atualizados e relatar o progresso da história.
Obrigado por sua ajuda e solicite este post se também encaminhar para amigos e COMPARTILHAR ::: SHARE ::: SHARE
Norbert Ceipek
noce@gmx.at

 

Texto via CM

Imagens Facebook

 

Veja também:

Adolescente esfaqueada recusa-se a ser tratada por médico negro dizendo : “Você está sujo”

(Image: Facebook)

Jovem de 16 anos matou-se depois de ser abusada repetidamente pelo padrasto

Georgia Walsh, 16 anos, cometeu suicídio depois de sofrer abuso nas mãos de seu padrasto

Obstetriz de 27 anos é morta com 16 facadas no interior de São Paulo